Governo brasileiro promete construir estação na Antárdida mais moderna

Estação incendiada será substituída por uma mais moderna, diz ministro
Crédito: Ana Nascimento / Agência Brasil / CP

Incêndio destruiu 70% do centro de pesquisas da base Comandante Ferraz

O planejamento para a construção de uma nova base brasileira na Antártida deve começar hoje. Após o incêndio que destruiu a Estação Brasileira Antártica Comandante Ferraz (EACF) neste sábado, o ministro da Defesa, Celso Amorim, anunciou o começo dos trabalhos para a instalação do novo local. Entretanto, Amorim afirmou que ainda não é possível avaliar os danos na estação incendiada, nem precisar quando a nova base estará pronta.

“A nossa ideia é iniciar imediatamente. Chamar arquitetos para fazer desenhos, inclusive um desenho mais novo. Não estou dizendo que é por isso que aconteceu o incêndio, mas, obviamente, a base começou há 30 anos, então, ali ela foi agregando um pedaço ou outro. Agora já podemos pensar numa coisa para o futuro, digamos, de maneira mais completa, mais orgânica”, disse Amorim.

O incêndio na EACF destruiu 70% das instalações do centro de pesquisas, informou a Marinha. Em uma avaliação preliminar, um grupo enviado ao local constatou que o prédio principal, onde ficavam os alojamentos e alguns laboratórios, ficou totalmente destruído. Salvaram-se os refúgios (módulos isolados, para casos de emergências), os laboratórios de meteorologia, química e de estudo da alta atmosfera, além dos tanques de combustíveis e do heliponto. Essas unidades ficavam isoladas da estrutura principal.

Os corpos dos dois militares que morreram no acidente, o suboficial Carlos Alberto Vieira Figueiredo e o primeiro-sargento Roberto Lopes dos Santos, foram localizados por volta das 17h de sábado e enviados para a Base chilena Eduardo Frei, onde aguardavam o transporte para Punta Arenas, no Chile, e, em seguida, para o Brasil. O traslado depende das condições meteorológicas.

O primeiro-sargento Luciano Gomes Medeiros, que ficou ferido no incêndio, foi levado para o Hospital das Forças Armadas do Chile, em Punta Arenas. A Marinha explicou que ele está internado para observação e aplicação de curativos, mas não corre risco de morte e não possui restrições quanto ao regresso ao Brasil. No momento do incêndio havia 60 pessoas na estação, metade delas pesquisadores de universidades nacionais, que escaparam ilesos. O fogo começou na Praça de Máquinas, onde ficam os geradores de energia. Cientistas que estavam no local contam que os dois sargentos não conseguiram sair da estação, porque parte foi destruída pelas chamas.

‘Acidente ocorre em momento crítico’, diz Simões

O incêndio que atingiu a EACF pode ter sido um acidente, mas é simbólico de uma crise no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), diz Jefferson Simões, diretor do Centro Polar e Climático da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), maior referência da ciência brasileira na Antártida.

Outros sintomas, diz ele, são o fato de o navio de apoio oceanográfico Ary Rongel estar quebrado há quase dois meses, no porto de Punta Arenas, e a barca cheia de combustível que afundou perto da base em dezembro, conforme noticiado ontem pelo Estado. “Tudo isso ocorre em um momento crítico do Proantar, em que estamos justamente fazendo uma reanálise estratégica de todo o programa”, lamenta Simões.

As condições de manutenção da base, segundo Simões, eram satisfatórias, “mas muito longe do ideal”. Um problema crônico, segundo ele, é a falta de estabilidade orçamentária do Proantar. O montante oscila entre R$ 5 milhões e R$ 10 milhões por ano.

FONTE: http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=87419&fonte=nw

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: