BR Foods tomba na Bovespa após parecer do Cade

Órgão acredita que aprovação prévia do ministério da Fazenda não é suficiente; papéis caem 7% com forte volume financeiro

Gustavo Kahil, de Roberto Chacur

 “Ressalte-se que o Parecer da procuradoria-geral do Cade não tem conteúdo decisório”, afirma a Brasil Foods

São Paulo – As ações da BR Foods (BRFS3) tombam no pregão desta terça-feira (10) após a procuradoria-geral do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) ter questionado os termos da fusão entre a Sadia e a Perdigão, operação que originou a companhia. Os papéis chegaram a cair 6,9%, para 29,65 reais, e são os mais negociados do dia.

A operação já havia sido aprovada (leia o documento) com restrições pela Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae) do Ministério da Fazenda que recomendou duas alternativas: a venda de um conjunto de marcas com preços mais baixos ou o licenciamento por cinco anos das marcas Sadia e Perdigão.

“Não é a posição definitiva do Cade, mas representa um indicativo importante, já que costuma ser seguido pelos conselheiros”, afirma o analista da Socopa Corretora, Osmar Cesar Camilo.

Insuficiente

O Cade questiona (leia o parecer), principalmente, a ideia da Seae de licenciamento temporário mínimo de cinco anos de uma das marcas Sadia ou Perdigão, acompanhado de alienação do conjunto de ativos produtivos correspondentes à participação de mercado detida pela marca objeto do licenciamento.

“Não parece perda de tempo e de dinheiro investir numa marca que, após 5 anos, seria devolvida a BRF?(…) Trata-se de uma solução que, justamente por ser temporária, não resguardaria a contento, para um médio e longo prazo, a livre concorrência”, mostra o parecer. “Apenas mais um documento”

Em comunicado divulgado hoje, a Brasil Foods minimizou o parecer e se disse confiante na aprovação da operação. “Ressalte-se que o Parecer da procuradoria-geral do Cade não tem conteúdo decisório ou vinculante e trata-se apenas de mais um documento de auxilio ao julgamento da operação pelo Cade, que não está limitado aos seus termos”, mostra comunicado assinado por José Antonio do Prado Fay, diretor presidente da Brasil Foods.

 Fonte: http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/brasil-foods-tomba-na-bovespa-apos-parecer-do-cade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s